Na mídia

voltar

Um corte para a história

25 de Janeiro de 2017

Um corte para a história

Fonte: Hidrabell

Se, na história bíblica, Sansão perdeu suas forças quando Dalila cortou seus cabelos, o corte do cabelo feminino tem uma representação oposta. Bastante procurado por aquelas que buscam um perfil de liderança e sofisticação, o cabelo curto tem uma representação histórica de liberdade feminina.

No início do século XX, o corte “La Garçonne” chamou a atenção das mulheres por conta da atriz Louise Brooks, famosa por sua personalidade transgressora e por estrelar o filme A Caixa de Pandora (1929), de G.W. Pabst. Seu estilo fez sucesso, principalmente em uma época onde as mulheres vestiam espartilhos e usavam apliques.


Louise Brooks - Atriz


Ainda na década de 1920, a dançarina Irene Castle também fez moda com seu corte “bob cut”. Das várias versões sobre a história do corte, a mais popular era que a dançarina cortou seus cabelos por não conseguir dançar com o peso do aplique que as moças eram obrigadas a usar.


Irene Castle - Dançarina


Outro corte que trouxe a fama para os cabelos curtos foi o “Chanel”, bem conhecido e usado até hoje por mulheres do mundo todo. O corte foi criado pela estilista Coco Chanel, que ao se arrumar para uma festa, queimou seu cabelo no babyliss. Para salvar o pouco que sobrara, cortou-os na altura do pescoço e enrolou as pontas.


Coco Chanel - Estilista


Ao longo dos anos, os cabelos curtos foram ganhando outras formas e dando à mulher não apenas a força, como também a sensualidade, representada pela atriz Marilyn Monroe na década de 1950.


Marilyn Monroe - Atriz


Já nos anos 1960, os cabelos curtos competiam com os cabelos longos e diversos penteados. O corte “Joãozinho” da modelo Twiggy chamou a atenção das mulheres que buscavam a igualdade social. No final do período, a mulher buscava sua liberdade do lar e dos preconceitos sociais. O corte se tornou um símbolo de luta feminista.


Twiggy - Modelo


Hoje em dia, os cabelos curtos são pedidos nos salões principalmente por uma questão de praticidade e beleza. O corte, além de valorizar o rosto, lhe dá um ar de seriedade e sofisticação, geralmente usado por mulheres que pretendem se impor e deixar de lado o papel de “sexo frágil”.

Acreditando na força que a mulher tem, a Hidrabell possui uma linha para cada tipo de cabelo - seja curto ou longo. Nossos produtos foram desenvolvidos para deixar vocês mais lindas e poderosas. Faça seu teste capilar e descubra qual linha se adapta melhor a você. Não esqueça de nos mostrar o resultado em nossas redes sociais: Facebook e Instagram.